redes-sociais-para-designers-e-arquitetos

Redes sociais para designers e arquitetos

Parece óbvio que as melhores redes sociais para designers e arquitetos sejam aquelas que os permitem utilizar suas habilidades para divulgar trabalhos. A maioria desses criativos pensam que o Instagram, Pinterest e o Snapchat deveriam ser seu foco principal, já que essas redes permitem uma comunicação visual através de imagens e fotos. Esse pensamento está correto, desde que o objetivo principal da interação social seja apresentar seu trabalho através de imagens ou aumentar a popularidade através de seus projetos.

Porém, imaginem esses objetivos:

  • Procurar um novo emprego
  • Procurar novos clientes
  • Ter seu trabalho divulgado em publicações e artigos da área
  • Vender artes ou serviços
  • Criar uma lista de emails
  • Colaborar com outros profissionais da área
  • Construir credibilidade dentro do segmento

Se esse é um dos objetivos, então o Snapchat e o Instagram não são as melhores ferramentas (não é impossível, porém menos provável). Essa avaliação não está relacionada com o gostar ou não de uma plataforma, mas sim, encontrar a ferramenta que permite ao criativo uma demonstração de suas habilidades e encontrar pessoas desejadas para contato profissional.

Quando diretores criativos procuram novos talentos, eles não necessariamente procuram nas redes sociais, mas se existir uma possibilidade de contato através delas, suas chances são maiores.

Twitter e o poder do contato direto

São raros os chefes de agências ou CMOs (Chief Marketing Officers) que não tenham uma conta no Twitter ativa. O Twitter ainda é uma plataforma de muita conversação, e em muitos casos, é a maneira mais rápida para obter a atenção de alguém. Enquanto o LinkedIn é a plataforma profissional de escolha para negócios e networking, ela não é tão acessível, e mesmo aqueles que usam a plataforma nem sempre acompanham sua conta regularmente. O Twitter permite que você se envolva diretamente com praticamente qualquer pessoa no mundo.

Isso não significa que as pessoas devem procurar um diretor de arte e imediatamente enviá-los um tweet para seu portfolio ou website. Deve-se primeiro, acompanhar seus tweets e procurar entender mais sobre eles, suas empresas e o trabalho que fazem, utilizando esta informação para começar um envolvimento mais significativo. Quando chegar a hora de entrar em contato com eles sobre uma oportunidade, isso não será uma surpresa, e as chances de conseguir algo serão maiores.

Grupos e colaboração via Facebook

O Facebook pode não ser a plataforma mais nova e mais brilhante da mídia social, mas quando se trata de negócios, ele pode ser ainda mais interessante que o LinkedIn. O Facebook é o lugar onde os adultos com mais de 30 anos gastam o maior tempo na internet, muito mais do que qualquer outra plataforma de mídia social. Ele é também a melhor plataforma para quem procura feedback ou conselhos.

As capacidades de multimídia são quase ilimitadas, além disso, existe mais um recurso esquecido que muitos designers e arquitetos não estão aproveitando, os grupos. Se preocupar com o número de curtidas para uma fan page, ou postar imagens em um portfólio não é uma má ideia, porém, existe a possibilidade de criação de uma rede de contatos criando o seu próprio grupo.

Se o objetivo for obter aconselhamento e feedback sobre o trabalho postado ou encontrar outros criativos para um trabalho colaborativo, os grupos de design do Facebook podem ser o seu melhor amigo. Se a meta for encontrar potenciais clientes ou oportunidades, os grupos de negócios, marketing, ou até  mesmo grupos para pequenas empresas locais, são ótimas opções para explorar. Os grupos tendem a ser altamente engajados, se tornando uma grande oportunidade de networking, especialmente se você não tem os recursos para participar de conferências ao vivo que exigem viagens ou altas taxas de inscrição.

A mídia social não serve apenas para promover a si mesmo ou empurrar conteúdos, mais do que tudo, ela é sobre comunicação e construção de relacionamentos. Se a meta for esta, então o Facebook é a melhor opção.

O Linkedin é mais do que um currículo online

A maioria das pessoas usam o LinkedIn para postar seus currículos e suas experiências profissionais. Algumas o utilizam como uma fonte de contatos, mas ignoram o fato de que ele também é uma plataforma de publicação e mídia. Os criativos podem tirar vantagem desta plataforma de uma variedade de maneiras. Por um lado, a maioria dos designers e arquitetos não percebem que eles podem fazer upload de imagens e vídeos diretamente para o seu perfil. Esta prática contribui para se destacar na multidão de perfis pouco atraentes que apenas apresentam texto.

O LinkedIn também é proprietário do Slideshare, que é uma ótima ferramenta para postar apresentações, portfólios e infográficos para chamar a atenção de potenciais empregadores, recrutadores ou clientes.

Qual é então a melhor rede social para designers e arquitetos?

A verdade é que não existe “a melhor” rede social para profissionais criativos. Para alguns, as melhores ferramentas para postar seus trabalhos são Snapchat, Instagram, Pinterest ou até mesmo o YouTube, se utilizadas em combinação com as plataformas listadas acima. A parte mais importante da estratégia de mídia social é identificar os objetivos e utilizar cada plataforma como uma ferramenta para alcança-los.

Existem benefícios em cada plataforma e formas criativas que podem ser usadas para se conectar com clientes ou empregadores, divulgando marcas ou conectando com outros criativos. Mapear as atividades de mídia social, conteúdo e presença on-line são atividades cruciais para o cumprimento das metas. Deve-se sempre perguntar: “O que estou tentando alcançar, e como esta plataforma pode me ajudar a fazer isso?”